RONALDO PILATI

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

PRESIDENTE

SOCIEDADE BRASILEIRA DE PSICOLOGIA (SBP)


BRASIL

Contribuições da psicologia para o estudo e prevenção da corrupção

Embora tenha um grande potencial de contribuição, a psicologia ainda não fez muitas contribuições para a compreensão do comportamento desonesto e da corrupção. Nos últimos anos, algumas contribuições para o estudo do comportamento desonesto aumentaram na literatura científica da psicologia e de outras ciências do comportamento. Mas o entendimento fornecido pela psicologia social, no estudo de grupos e seus efeitos sobre cognições e afetos, e a consideração do nível de análise cultural, são fundamentais para a intervenção para reduzir os referidos comportamentos. Nesta conferência, apresentarei um modelo multinível dos antecedentes da corrupção, bem como exemplos de investigações laboratoriais com a aplicação desse modelo teórico.

  • LinkedIn
  • YouTube

©2019 by XIII INTERNATIONAL and XVIII NATIONAL CONGRESS of CLINICAL PSYCHOLOGY